Domingo, 05 de Dezembro de 2021
26°

Pancada de chuva

Cachoeiro de Itapemirim - ES

Brasil Ataque a Evangélicos

Fórum Evangélico lembra ataque de Lula contra igrejas em 2010

Ex-presidente já defendeu cinemas no lugar de igrejas

15/03/2021 às 11h25
Por: DoValle Fonte: Gospel Prime
Compartilhe:
Fórum Evangélico lembra ataque de Lula contra igrejas em 2010

O Fórum Evangélico Nacional de Ação Social e Política compartilhou um vídeo comparando a fala do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) contra as igrejas evangélicas em 2021 com uma fala feita em 2010, onde ele diz que é preferível o empresário ceder espaços para cinemas do que para igrejas.

Lula tentou responsabilizar as igrejas pelas mortes pela covid-19, afirmando que o papel das igrejas “não é vender grão feijão ou fazer culto cheio de gente sem máscara dizendo que tem um remédio para sarar”. O FENASP lembrou que em 2010 o líder petista também atacou as igrejas, dizendo que é mais preferível alugar salas para cinemas do que para templos.

“Nós precisamos mostrar para o empresário que é melhor ter um cinema do que ele vender a sala para uma igreja qualquer”, disse.

Ao compartilhar o vídeo, o Fórum lembrou que “a igreja brasileira tem o compromisso com a salvação das vidas e tem cumprido seu papel ao longo dos anos”. Eles destacaram que a igreja tem colaborado durante a pandemia com os órgãos públicos e privados, além de estar orientando os fiéis e adotando medidas para que o Evangelho chegue até as pessoas.

 

“Particularmente durante a pandemia, colabora com órgãos públicos e privados, orientando os fiéis e adotando medidas para que o Evangelho não deixe de chegar a quem mais precisa sem colocar vidas em risco. No entanto, lamentavelmente, a ignorância e o desconhecimento de alguns, tentam jogar a opinião pública contra a Igreja, não contribuindo em nada com a sociedade”, escreveram.

Disputa ideológica

Em 2012, o petista Gilberto Carvalho, ex-ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República do Brasil nos governos do Partido dos Trabalhadores, convocou uma disputa ideológica com os líderes evangélicos, visando conquistar espaço e ter influência sob o eleitorado.

“Aí a necessidade importantíssima de uma disputa ideológica, de uma disputa de projeto frente a esse novo público que nos sabemos é um público homogenizado por setores conservadores. Lembro aqui, sem nenhum preconceito, o papel da hegemonia das igrejas evangélicas, das seitas pentecostais, que são a grande presença para o público que está emergindo”, disse ele.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.