Segunda, 16 de Maio de 2022
31°

Pancada de chuva

Cachoeiro de Itapemirim - ES

Geral Espírito Santo

Alunos da Escola Cora Coralina utilizam poesia como força de expressão

Denominada “Poetas por toda pArte”, atividade buscou pensar a construção de uma vida digna, além de reforçar valores trabalhados.

11/05/2022 às 23h30
Por: Cidade na Rede Fonte: Secom Espírito Santo
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Espírito Santo
Foto: Reprodução/Secom Espírito Santo

Na última semana, alunos da 1ª à 4ª etapa do Ensino Fundamental da Educação de Jovens e Adultos (EJA), da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Cora Coralina, da Casa de Custódia de Vila Velha (CASCUVV), realizaram uma produção coletiva de poesia, com o tema “Poetas por toda pArte”. 

Na ação, a poesia foi utilizada como força de expressão, buscando pensar a construção de uma vida digna, em conformidade com os contratos sociais, além de reforçar os valores trabalhados. Assim como uma pedra foi capaz de construir um castelo na poesia das pedras de Cora Coralina, o desejo de um recomeço foi a inspiração para a poesia coletiva dos alunos da CASCUVV.

Além das oficinas de escrita poética, foi realizado um café com o escritor Gilson Soares. A ação foi coordenada pelos professores Aldomira Hotts, Alayne Mateini Madeira e Mônica Ayres.

“A missão da ressocialização é algo que buscamos como um diferencial na CASCUVV. Assumimos essa função com muito afinco e responsabilidade, entendendo que, para o retorno à sociedade, é preciso que se repensem valores e comportamentos. Para isso, buscamos atuar com o corpo docente e bem perto dos internos, trabalhando as necessidades e dando voz às expectativas deles”, destacou a psicóloga da Casa de Custódia de Vila Velha, Bruna Paulini Bernabe.

A profissional ressaltou ainda que a atividade visou fortalecer vínculos familiares e promover a mudança de pensamento, para que se estabeleça de fato uma mudança comportamental. “Buscamos, sobretudo, o retorno dos internos ao social, com a esperança de que eles são capazes e que conseguem seguir em frente, de forma digna e exercendo assim seu papel como cidadãos”, acrescentou a psicóloga.  

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.