Domingo, 05 de Dezembro de 2021
27°

Pancada de chuva

Cachoeiro de Itapemirim - ES

Brasil Brasil

Brinquedo gera polêmica por ter cores associadas a grupos LGBT

Várias usuários nas redes têm questionado cores do pop-it, nova febre ao redor do mund

22/11/2021 às 09h35
Por: Cidade na Rede Fonte: Pleno News
Compartilhe:
Brinquedo gera polêmica por ter cores associadas a grupos LGBT

Um brinquedo que tem virado febre internacional nos últimos meses vem causando polêmica por conta de uma das combinações mais famosas utilizada por ele. O pop-it, um fidget toy (brinquedo para inquietação, na tradução literal), atraiu a atenção de pais por ter as cores do arco-íris, que lembram a representação do movimento LGBT.

Nas redes sociais, diversos usuários têm feito a associação do brinquedo ao movimento gay, em vídeos que chegam a ter mais de 100 mil visualizações. Ao jornal O Globo, a dona de casa cristã Anete Vieira, de 38 anos, diz não ver problemas no brinquedo, mas preferiu comprar um de cor única ao invés de um modelo com as cores do arco-íris.

– Acredito que tudo tem uma teoria, uma ideologia. O pessoal do marketing trabalha muito em cima dos símbolos, das cores. As da bandeira são lindas, mas já são usadas pelo movimento LGBT. Se não coaduno com os mesmos ideais, por que apresentar a meu filho? – questiona.

Entretanto, alguns cristãos discordam da relação das cores do brinquedo com o movimento. Para o fisioterapeuta Anderson Vian, que é da mesma igreja de Anete, as cores do brinquedo remetem às do arco-íris, uma “aliança que Deus fez com Noé e seu povo para mostrar que não mais acabaria com o mundo por meio de um dilúvio”.

– Eles têm de ter conhecimento para tomar decisão. Meu filho mais velho conhece a história toda de Noé. Para mostrar o que está incorreto, no nosso entendimento, precisamos ensinar o correto antes, segundo a Bíblia – completa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.